sábado, 6 de junho de 2009

107 - Eu levo uma Vida de Coruja!!!


Não me drogo
Não odeio
Nao contamino
Não invejo
Não cobiço
Não traio
e sobretudo, não
dependo de bens
materiais para
Ser Feliz!!!


E claro...


Curto a noite!!!



Texto: adaptação (vide comentários)
Imagem: Google Images

7 comentários:

Giane disse...

O texto original é esse aqui ("bão", praticamente não mudei nada - só acrescentei as últimas duas linhas)...


"Eu levo uma Vida de Cachorro"

Não me drogo
Não odeio
Não contamino
Não invejo
Não cobiço
Não traio
e sobretudo, não
dependo de bens
materiais para
Ser Feliz!


Não sei quem escreveu, mas se alguém souber e puder me dizer eu agradeço e claro, ponho os créditos!


Beijos mil!!!

Vivian disse...

...eu tbm adoro a vida de coruja.

amo as madrugadas e seu silêncio.

enquanto a humanidade dorme,
posso ouvir as batidas do
meu coração que se encanta,
rí, chora e vive quando passeia
por aqui nesta blogsfera
maravilhosa.

pena que agora é tardinha
e o sol um pouco tímido,
ainda está olhando pra mim...rs

um bj, querida.

bonfindi procê!

tossan disse...

Eu...Também não fui, tomara eu! Essa pessoa é muito boa e ainda gosta da noite. Perfeita, se todos fossem assim o mundo não cairia nunca. Beijo

Blue disse...

Muito legal este texto, bastante conhecido, mas com uma inovação original comparando agora com a coruja. E pra quem gosta da noite, um prato cheio! Gosto de ouvir a coruja, seu cantar no meio da noite é um tanto tenebroso!

Beijos

f@ disse...

Olá Giane,

Coruja linda e poesia também...

imenso beijinho

O Profeta disse...

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

O Profeta disse...

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

Related Posts with Thumbnails